Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da família > Vacinação da Febre Amarela

Vacinação da Febre Amarela


O que é a febre amarela?

A febre amarela é uma enfermidade de evolução rápida, curta duração (no máximo 10 dias) e de gravidade variável, causada pelo vírus.

Ela é encontrada na América do Sul e África em dois tipos diferentes: a urbana e a silvestre.

Embora a última ocorrência de febre amarela urbana no Brasil tenha sido constatada em 1942, desde o final de 2007, houve um aumento considerável do registro de casos de febre amarela silvestre no Brasil.


Sintomas da Febre amarela

Os principais sintomas de Febre Amarela são:
- febre,
- dor de cabeça,
- calafrios,
- náuseas,
- vômitos,
- dores no corpo,
- icterícia (amarelão),
- hemorragias (nariz, garganta, gengivas)


Formas de transmissão da doença

Ela é transmitida através da picada de mosquitos transmissores, infectados pelo vírus. A Febre Amarela Silvestre é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes, e a Urbana, pelo Aedes Aegypti.

É importante ressaltar que não existe a transmissão de pessoa para pessoa, somente através do mosquito transmissor.


Formas de prevenção

Não há tratamento específico para a febre amarela. O tratamento é apenas sintomático e requer cuidados na assistência ao paciente que, se for hospitalizado, deve permanecer em repouso com reposição de líquidos e de perdas sanguíneas, quando indicado.

Na formas graves, o paciente deve ser atendido em uma unidade de terapia intensiva (UTI). Somente é capaz de diagnosticar e tratar corretamente a doença.

O risco da exposição â infecção pode ser reduzido tomando-se medidas para prevenir as picadas dos mosquitos através de:
- combate aos mosquitos como, por exemplo, evitar locais de água parada,
- proteção pessoal contra a picada do mosquito, como o uso de repelentes e roupas protetoras

É importante frisar que a vacinação è a única e mais importante medida de prevenção contra a febre amarela.

Alguns países requerem uma certificação de vacinação como condição de entrada. Nesses casos, a vacina deve constar no Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia.

A validade é de 10 anos e a vacina deve ser tomada 10 dias antes do viajante entrar em contato com as áreas consideradas de risco.


Contra-indicações da vacina

A vacina para a febre amarela é contra-indicada para imunodeprimidos (pessoas com o sistema imunológico debilitado) e para quem tem alergia as proteínas do ovo de galinha.

Os calendários de vacinação indicam a vacina contra a febre amarela a partir dos 9 meses de idade. Entretanto, crianças desde os 6 meses de idade podem receber a vacina, desde que residam em áreas de alto risco.

Mulheres grávidas, em situação de surto, podem ser vacinadas, e indivíduos com mais de 60 anos devem tomar cuidados especiais quando for necessária a vacinação.


Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP)

No momento da vacinação, o viajante receberá o Cartão Nacional de Vacina, válido apenas no Brasil.

Para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária emita o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP), o viajante deverá procurar os Centros de Orientação ao Viajante, postos em portos, aeroportos e fronteiras.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 31/05/2009. Última revisão: 28/07/2018
 COLABORADORES 

Redação Saúde na Internet

 PARA SABER MAIS 
Ministério da Saúde - Brasil
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/febreamarela/index.php
WHO - World Health Organization
http://www.who.int/ith/2008annex1.pdf