Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde do jovem > Transtorno dismórfico corporal

UniEuropa Business School

Transtorno dismórfico corporal


UniEuropa Business School PUBLICIDADE
Pessoas que possuem este transtorno acreditam que mudar a aparência pode trazer a "tal felicidade", é um delírio.

São pessoas que fazem várias e varias plásticas em busca de resolução de um problema, muito encontrado nos consultórios de plástica.

São cada vez mais freqüentes as queixas cosméticas na sociedade contemporânea objetivando a perfeição das formas do corpo e da pele.

Os dermatologistas e cirurgiões plásticos são frequentemente consultados para avaliar e tratar essas queixas.

Sendo assim é importante conhecer o Transtorno Dismórfico Corporal, inicialmente chamado de dismorfofobia que foi pouco estudado até recentemente.

Esse transtorno é relativamente comum, por vezes incapacitante, e envolve uma percepção distorcida da imagem corporal caracterizada pela preocupação exagerada com um defeito imaginário na aparência ou com um mínimo defeito corporal presente.

A maioria dos pacientes apresenta algum grau de prejuízo no funcionamento social e ocupacional e como resultado de suas queixas obsessivas com a aparência podem desenvolver comportamentos compulsivos, em casos mais graves há risco de suicídio.

Michael Jackson era um ilustre representante dessa doença.

Também conhecido como Transtorno Dismórfico Corporal (TDC), o complexo de quasímodo afeta cerca de 1% da população e pode provocar quadros depressivos graves resultando em incapacitação ocupacional e social.

Consiste em uma acentuada insatisfação do paciente pelo seu corpo, associada a um profundo sentimento de vergonha quando se sente observado por outras pessoas, pois se julga muito feio ou deformado.

Na maior parte dos casos, essa insatisfação ocorre mesmo na ausência de qualquer desarmonia física significativa.

Grande parte dos pacientes portadores dessa síndrome recorrem à tratamentos dermatológicos ou cirurgias plásticas.

Na maioria das vezes existe uma insatisfação com os resultados obtidos o que leva o paciente a se expor a novos tratamentos e riscos desnecessários.

Estima-se que entre os pacientes que procuram a cirurgia plástica, aproximadamente 9% são portadores de TDC.

A face é a parte mais focalizada pelos portadores de TDC, e nela, o nariz e os cabelos constituem o foco principal de suas preocupações.

O Transtorno Dismórfico Corporal (TDC) é um transtorno mental que se caracteriza por afetar a percepção que o paciente tem da própria imagem corporal, levando-o a ter preocupações irracionais sobre defeitos em alguma parte de seu corpo (por exemplo: nariz torto, olhos desalinhados, imperfeições na pele etc).

Segundo a psicóloga Walney Arenque, essa percepção distorcida pode ser totalmente falsa (imaginária) ou estar baseada em alterações sutis da aparência, resultando numa reação exagerada a respeito, com importantes prejuízos no funcionamento pessoal, familiar, social e profissional.

Acomete mais freqüentemente o sexo feminino e inicia-se em geral na adolescência.


UniEuropa Business School

Publicado em: 27/07/2009. Última revisão: 17/01/2019
 COLABORADORES 
Dra. Walney Arenque Dra. Walney Arenque é Terapeuta Comportamental e Psicóloga.
Consultas: 11 2950 5655

todos artigos publicados