Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da família > Antes da viagem, as vacinas

UniEuropa Business School

Antes da viagem, as vacinas


UniEuropa Business School PUBLICIDADE
Está aberta a temporada de eventos e viagens em todo o mundo.

Rever amigos e familiares em outro estado ou país no Natal, aproveitar uma praia no Reveillon e festejar o feriado de Carnaval são atividades marcadas no calendário de quem não dispensa um bom passeio.

Mas planejar uma viagem e arrumar as malas não devem ser as únicas preocupações de quem vai sair de sua cidade.

Colocar o calendário de vacinação em dia é fundamental para garantir imunidade a determinadas doenças endêmicas.

Por isso, consultar as doses exigidas de acordo com cada destino é a forma mais segura de garantir diversão com saúde.

Segundo a gestora da clínica de imunização Sabinvacinas, dra. Ana Rosa dos Santos, o recomendável é que a preocupação com a imunização contra doenças não seja algo sazonal.

Não importa a idade, o sexo ou a ocupação, todos devem ter as vacinas de seu calendário de vacinação em dia. No caso do viajante, tomar a dose recomendada para seu destino vai além da proteção individual. É uma forma de evitar a disseminação de determinados tipos de doenças, afirma.

Entre as principais vacinas indicadas a quem pretende conhecer as cinco regiões brasileiras, destacam-se as doses contra febre amarela, gripe, hepatite A, hepatite B e febre tifóide.

Já aqueles que vão se aventurar em outras nações precisam se proteger contra doenças como a gripe influenza, o sarampo, as hepatites A e A+B, a febre amarela, a febre tifóide, a cólera e a poliomielite, conforme o continente e o país.

Vale lembrar que, em alguns locais, determinadas vacinas são pré-requisito.

A nutricionista Sinthya Ayres, 22, vai passar a virada do ano em Porto Seguro, na Bahia, e está com viagem marcada para Salvador, no mesmo estado, em fevereiro.

Ela vai pular carnaval na capital baiana, que apenas neste ano reuniu mais de 500 mil turistas de todas as partes do Brasil e do mundo.

Apaixonada pela maior festa de rua do planeta, Sinthya reconhece os perigos invisíveis que circulam em locais com grandes aglomerações.

Sei que preciso tomar a vacina contra a meningite, e imagino que haja outras. Sem dúvida é importante se vacinar antes de viajar, pois qualquer pessoa sem imunização está sujeita a pegar alguma doença, diz.

Vacinas contra as hepatites A e B, febre tifóide e febre amarela também figuram no calendário da região Nordeste.


UniEuropa Business School

Publicado em: 23/12/2011. Última revisão: 23/01/2019
 COLABORADORES 

Profissionais do Texto - Assessoria de Comunicação
todos artigos publicados