Saude na Internet    Desde 1998

início > Saudável depois dos 60 anos > Alimentos Funcionais, Nutracêuticos e Fitoquímicos

Alimentos Funcionais, Nutracêuticos e Fitoquímicos


Nem só de roupas vive a moda, na área da alimentação também são comuns os modismos, aquelas dietas milagrosas que surgem a todo instante, produtos com as mais diversas funções nutricionais e até algumas novas descobertas cientificas também ganham espaço na mídia, e acabam tendo uma boa adesão.

É caso da Nutracêutica e os alimentos funcionais, que você já deve ter ouvido falar, talvez sem entender do que se trata. Vamos então as explicações.

Há muito tempo sabe-se que uma alimentação balanceada, pode prevenir e tratar muitas doenças. A comunidade científica atenta para este fato descobriu que alguns alimentos apresentam além do aspecto nutricional comum, nutrientes que agem na melhora e redução de doenças.

O efeito terapêutico inclui alteração na composição de gorduras corporais, redução na absorção do colesterol, regulação da coagulação do sangue, influência nas atividades digestivas entre outras.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária visando regulamentar esta nova prática no Brasil publicou a portaria nº 398 que estabelece as diretrizes básicas para a análise e comprovação de propriedades funcionais e/ou de saúde alegadas em rotulagem de alimentos.
Esta atitude visa proteger o consumidor, e estimular os investimentos em pesquisas científicas.

Atualmente existem alguns alimentos que já tem suas propriedades funcionais comprovadas. Por exemplo:

- As fibras diminuem o colesterol sangüíneo, a glicemia em pacientes diabéticos e previne o câncer de cólon.

- O tomate possui um pigmento chamado licopeno, que age contra os cânceres de próstrata, cólon, pâncreas e pulmão.

- O alho e a cebola possuem a aleína que é um excelente antiinflamatório.

Assim, vamos nos beneficiando destas pesquisas e conhecendo melhor as propriedades daquilo que ingerimos. Mas, por enquanto a alimentação equilibrada e variada é a melhor receita para obtermos os benefícios proporcionados pelos alimentos.

Também não devemos esquecer que apenas uma alimentação saudável não resolve, é preciso evitar o álcool, o tabagismo, e o sedentarismo se desejarmos uma vida saudável .
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/06/2000. Última revisão: 02/09/2018
 COLABORADORES 

Christianne Souza de Oliveira é nutricionista graduada pelo IMEC - Porto Alegre - RS. CRN2: 2623
todos artigos publicados