Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde do jovem > Dietas milagrosas

Dietas milagrosas


Dieta da Lua, Dieta da Sopa, Dieta de Bervelly Hills, Dieta das Estrelas, Dieta dos 7 dias...

É cada vez maior o número de pessoas que submetem-se a loucuras para perder peso. Menos de 1 mês após o fim da dieta começam as reclamações de quem já retomou ou está começando a retomar o peso anterior.

O que essas pessoas ainda não aprenderam é que para emagrecer não é necessário que se passe fome ou apenas se coma tomates por uma semana. O importante é modificar os seus hábitos alimentares e além de perder peso, ganhar saúde.

Atualmente as pessoas se alimentam muito mal e não se dão conta disso. Uma alimentação rica em gorduras e carboidratos e pobre em fibras e vitaminas resulta obviamente em aumento de peso e perda da saúde.

É preciso respeitar os hábitos alimentares de cada pessoa, mas principalmente, é preciso incentivá-los a melhorar sua Qualidade de Vida, tendo em vista que a reeducação alimentar é a melhor alternativa para se adquirir bons hábitos e perder o excesso de peso.

Ao iniciar uma dieta é preciso que a pessoa esteja aberta a seguir orientações, e principalmente a se ajudar. Ninguém emagrece se não gostar de si mesma.

Quando a gente se ama, quer o melhor para nós mesmos. Passamos então a nos olhar com outros olhos e a nos cuidar melhor.

Tomar mais líquidos para ficar com a pele bonita, comer mais fibras para ajudar no equilíbrio do organismo, ingerir menos açúcar e massas, porque afinal... eu gosto do meu corpo e quero cuidar dele...

Hábitos alimentares são adquiridos na infância e seguem com a gente pelo resto da vida, se a gente quiser!!! Hábitos pouco sadios podem ser mudados com um pouco de força de vontade. Deixar o refrigerante de lado na hora do almoço...não comer aquele docinho após as refeições todos os dias... Não salgar demais a comida...

São pequenas modificações que certamente surtirão grandes efeitos no futuro.

Temos que ter a consciência de que além de perder peso estaremos fazendo um investimento de saúde a longo prazo.

Pessoas obesas tendem a ter mais problemas de coração, hipertensão arterial, doenças articulares e diabetes.

Educar nossos filhos para estarem abertos a novos sabores desde a infância. Ensinar a eles bons hábitos alimentares vai além de proibí-los de sair da mesa antes de terminar de comer toda a salada. É preciso transmitir a eles que aquele alimento é bom, não apenas para a saúde, mas também no sabor.

A grande maioria das doenças do século são causadas em parte por maus hábitos alimentares. Se crescermos aprendendo a nos alimentar melhor poderemos evitar ou mesmo erradicar boa parte de todas elas.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/12/1999. Última revisão: 02/10/2018
 COLABORADORES 
Adriana Maria Adriana Maria - é nutricionista graduada pelo IMEC / RS e Técnica em Nutrição e Dietética pela ETE Júlio de Mesquita de Santo André / SP
todos artigos publicados