Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da gestante > Alimentação e exercícios ajudam a amenizar nauseas e enjoos na gravidez

Alimentação e exercícios ajudam a amenizar nauseas e enjoos na gravidez


( Débora Perez )
Os sintomas de enjoos, as náuseas, comuns no período inicial da gestação, não devem ser considerados sempre como uma situação corriqueira.

O alerta da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Rio Grande do Sul é para situações nas quais náuseas e vômitos se tornam muito frequentes e ocorre perda de peso elevada da gestante.

O caso mais grave é chamado de Hiperêmese gravídica, que pode causar desidratação e deve ser suspeitada na presença de três ou mais episódios de vômitos durante o dia e associada a perda de peso de 3 kg ou mais.

Medicamentos são eficientes para aliviar as náuseas, mas é indispensável consultar o médico para avaliar a gravidade do quadro e para o início adequado de medicamentos que previnam sequelas permanentes decorrentes de dano cerebral.

- Alguns dos medicamentos utilizados para enjoos podem ser usados na gestação em qualquer trimestre, sem prejuízo ao bebê desde que sejam guardadas as limitações de dose próprias de cada medicamento - orienta o ginecologista e obstetra da Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia do Rio Grande do Sul, Cristiano Caetano Salazar.

Vários fatores estimulam esse mal estar que surge no início da gestação, com seu pico entre a 8ª e a 12ª semanas, sendo a maioria dos casos auto-limitada e resolvida em torno da 16ª a 18ª semanas de gestação.

A causa dos enjoos em grávidas é incerta, pode ter origem multifatorial, mas de acordo com pesquisas recentes, um dos possíveis causadores pode ser o Helicobacter Pylori, uma bactéria encontrada no estômago.

As alterações hormonais próprias do período e também a contribuição de fatores ambientais, psicológicos e relacionados ao hábito alimentar também podem influenciar.

O vômito, até certo ponto é considerado "normal" para as gestantes, mas existem sintomas importantes que devem ser notados e necessitam com urgência de um médico.

Reforça-se a necessidade de avaliação em gestantes com três ou mais episódios de vômitos durante o dia.

- A grávida deve procurar o obstetra quando os vômitos não param de ocorrer apesar das medicações utilizadas. Quando não se consegue comer ou, principalmente, beber nada, devido ao risco de desidratação e quando os vômitos ocorrem em jato sem enjoo ou ânsia, especialmente se acompanhados por dor de cabeça ou no pescoço - alerta Cristiano Salazar.

Além de remédios, exercícios físicos como caminhadas e uma boa alimentação ajudam a diminuir as sensações de náuseas.

É indicado optar por alimentos ricos em proteínas e carboidratos como, pão, leite e queijo e a ingestão de líquido como água, chá, sopa e suco.

Também é recomendado evitar alimentos gordurosos e apimentados, café, bebida alcoólica e cigarro.

Longos períodos sem se alimentar também contribuem para que a náusea apareça.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 03/12/2012. Última revisão: 27/08/2018
 COLABORADORES 

PlayPress Assessoria de Imprensa
todos artigos publicados


A Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia do Rio Grande do Sul (Sogirgs), em atividade há mais de 60 anos, tem como objetivo representar os especialistas nesta área médica, promover sua qualificação e constante atualização com os estudos deste campo de atuação.
todos artigos publicados