Saude na Internet    Desde 1998

início > Saudável depois dos 60 anos > Medicina Ortomolecular - Estresse Oxidativo

Medicina Ortomolecular - Estresse Oxidativo


Em determinadas situações adversas, a concentração de RL aumenta de forma descontrolada, provocando diversos tipos de lesões, que atualmente são incontestavelmente relacionadas com a gênese de várias doenças.

A essas situações deu-se o nome de ESTRESSE OXIDATIVO.

Esse tipo de estresse provém de diversos processos orgânicos e é precipitado por vários fatores exógenos (do exterior):

- Estresse químico: poluição atmosférica, alimentação inadequada, pesticidas etc.
- Estresse emocional: depressão, medo, traição, frustração etc.
- Estresse físico: trabalho braçal, excesso de exercícios, queimaduras, radioatividade etc.
- Estresse infeccioso: doenças virais, bacterianas, fúngicas etc.

Em resumo, no estresse oxidativo, o aumento de Radicais Livres modifica os meios intra e extracelulares, provocando lesões múltiplas em diversas estruturas e disfunção do sistema imunológico.

Para combater tal desequilíbrio, podemos ter três condutas objetivas:

- Diminuir o estresse primário.
- Administrar ou estimular a produção de enzimas antioxidantes (Glutation, Selênio, etc).
- Administrar antioxidantes não enzimáticos (Vitamina E, Caroteno etc).
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/06/2000. Última revisão: 14/03/2018
 COLABORADORES 

Dr. Carlos Augusto Anselmo Abrahão
Clinica de Endocrinologia – Nutrição – Emagrecimento - Medicina Ortomolecular
Rua Cerro Corá , 1851 – Cj. 23 e 24 – Alto da Lapa – São Paulo – S.P.
Tel: 11 – 3832 4156 / 3641 0956 / 3021 5509

todos artigos publicados