Saude na Internet    Desde 1998

Insônia


Está comprovado que o padrão de sono dos idosos é diferente do dos jovens ou mesmo dos adultos.

No entanto não se sabe ao certo a razão desta alteração.

Para além das insônias serem mais frequentes, também é habitual que os idosos durmam menos tempo e acordem mais cedo.

Outra das características do sono nos mais velhos é fato destes terem mais dificuldade em voltar a adormecer, quando despertam do "primeiro sono", cerca de 60 a 90 após adormecerem.

Muitas vezes, as insônias são compensadas com sestas ou pelo "cochilar" durante o dia, no entanto uma insônia noturna provoca irremediavelmente um certo mau humor, diminuição dos reflexos e da audição, atenção diminuída e outros sintomas que nos jovens não se fazem sentir, de modo tão notório, após uma má noite de sono.

Fatores associados as alterações dos sono:

Biológicos: envelhecimento, alteração do ritmo biológico, algumas doenças, uso de estimulantes, consumo de álcool, dor, etc.

Psicológicos: alteração das atividades sociais (família, trabalho, etc), ansiedade, medo, stress, depressão, medo, solidão, etc.

Patologias que podem provocar alterações no sono: Depressão, alzheimer, hipertiroidismo, problemas gástricos, respiratórios e cardíacos, infecções urinárias, etc.


Sinais de Perturbação do Sono

- Dificuldade em adormecer
- Despertar matinal ou tardio, não desejado
- Sono interrompido
- Queixas relacionadas com a necessidade de repouso
- Alterações ao nível do comportamento e do desempenho: aumento da irritabilidade, agitação. letargia, apatia
- Sinais físicos: ligeiro tremores nas mãos, face inexpressiva, olheiras negras, discurso arrastado,bocejos frequentes


Conselhos para dormir melhor


Para descansar bem durante a noite, o quarto deverá estar às escuras e silencioso.

Não deve levar as suas preocupações para a cama.

Evite comer alimentos pesados ao jantar e comer muito antes de se deitar (mas não vá com fome para a cama).

Não beba chá, nem café, antes de ir para a cama.

Não se habitue a tomar comprimidos para dormir.

Não faça exercícios físicos antes de se deitar.

Tome um banho quente e relaxante.

Estabeleça horários fixos para se deitar e acordar.

Use roupa de de dormir leve, confortável e aconchegante.

Tenha cuidado com o ambiente que não deverá ser demasiado frio ou quente.

Escolha uma cama nem demasiado dura nem demasiado mole.

Se tem dificuldade em adormecer, não permaneça na cama, aumentando a ansiedade e frustração: levante-se e leia ou ouça música calma.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 20/12/2012. Última revisão: 07/09/2018
 COLABORADORES 

Redação Saúde na Internet