Saude na Internet    Desde 1998

início > Saudável depois dos 60 anos > Glaucoma de Ângulo Fechado

Glaucoma de Ângulo Fechado


O Glaucoma é causado por diferentes enfermidades que, na maioria dos casos, levam a um aumento da PIO (Pressão Intra-ocular), causado por um bloqueio ao fluído no interior do olho.

Com o tempo isto causa dano ao nervo óptico, podendo resultar em perda visual permanente. No Glaucoma perde-se a visão periférica, fica-se com visão tubular.

O diagnóstico e o tratamento precoces do Glaucoma podem prevenir esta situação.

O Glaucoma de ângulo fechado afeta aproximadamente meio milhão de pessoas nos Estados Unidos.

Há uma tendência de que esta seja uma doença herdada, mas muitas vezes vários membros de uma mesma família vão ser acometidos.

É uma doença mais comum em indivíduos descendentes de asiáticos e também em pessoas hipermetropes (quem sofre de hipermetropia).

Nas pessoas que apresentam tendência a desenvolver o Glaucoma de ângulo fechado, a câmara anterior apresenta-se mais rasa do que o usual.

A malha trabecular está situada no ângulo formado pelo encontro da córnea com a íris.

Na maioria das pessoas, este ângulo apresenta aproximadamente 45 graus.

Quanto mais estreito o ângulo, mais próxima estará a íris da malha trabecular.

Com o envelhecimento, a lente do olho (cristalino) torna-se maior.

A habilidade do humor aquoso de passar entre a íris e o cristalino em seu caminho para a câmara anterior diminui, causando aumento da pressão de fluido atrás da íris, estreitando ainda mais o ângulo.

Se a pressão se torna suficientemente alta, a íris é empurrada contra a malha trabecular, bloqueando a drenagem do aquoso, assim como se um ralo tivesse sido posto em uma pia e a torneira permanecesse aberta.

Quando este espaço encontra-se totalmente bloqueado, o resultado é um ataque de glaucoma de ângulo fechado (Glaucoma agudo).


Diagnóstico

O seu médico oftalmologista tem as ferramentas diagnósticas necessárias para determinar se você tem ou não Glaucoma ou risco para tal, mesmo antes de aparecerem os sintomas.


Tratamento

O Glaucoma pode ser tratado utilizando-se colírios, medicamentos orais, cirurgia a laser, cirurgias convencionais e, uma combinação desses métodos.

O propósito do tratamento é impedir perda visual ainda maior.

Manter a pressão intraocular em níveis baixos, sob controle, é a chave para a prevenção da perda visual.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 04/02/2004. Última revisão: 29/09/2018
 COLABORADORES 
Dr. Lêoncio Queiroz Neto Dr. Lêoncio Queiroz Neto - Médico Oftalmologista, especialmente interessado em doenças externas oculares, córnea, catarata e cirurgia refrativa.
todos artigos publicados