Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da gestante > Férias com um bebê

Férias com um bebê


A saída para as férias sempre envolve malas cheias de roupas, uma boa quantidade de alimentos (dependendo do local onde se vai), elementos próprios do lugar que se visita, como cadeiras de praia, bote para o lago ou mesmo bolas de futebol; e ainda uma boa quantidade de nervosismo, presa e estresse.

Imagine se com toda esta bagunça, ainda soma-se os cuidados com um bebe (nem vamos falar se são gêmeos!), com todos os acessórios necessários aos baixinhos... e pior ainda, se ele ou ela só tem uns poucos meses de vida, constituindo-se no primeiro verão juntos.

Diante dos possíveis problemas, o melhor é prevenir e por isso é que seguindo algumas destas dicas podemos lhe ajudar a ter umas férias mais tranqüilas e dias mais saudáveis para seus pimpolhos.

A idade importa sim

Segundo o doutor Jorge Vergara, pediatra do Hospital de Crianças Exequiel González Cortés, do Chile, "quando o recém nascido tem 15 días já é possivel sair com ele para dar um passeio, mas tirar férias com um bebê não é fácil porque afinal, é um sacrifício e não umas férias para a mamãe".

"Eu não tiraria férias com uma criança até que tivesse mais de um ano e meio, porque a mãe vai estar bem melhor em casa", explica o especialista.

Isto porque deve se ter em conta que os bebês são muito sensíveis e que muitas precauções devem ser tomadas para que não fique doente ou até queimado pelo sol.

"Não é bom levar um pequeno na praia porque são muito sensíveis à radiação solar e queimam-se com muita facilidade. Além disso, enchem-se de areia" comenta o pediatra. "No campo pode-se ficar um pouco mas tanqüilo, porém é necessário que estejam sempre presentes as comodidades necessárias para sair com um bebê, porque questões como o aleitamento, trocar fraldas, e etc, devem sempre ser levadas em consideração".

Em todo caso nem tudo é tão ruim, segundo o Dr. Vergara, as férias de verão são uma época de baixa incidência de doenças respiratórias e além do mais, se com a precaução de fervermos a água que será consumida, a possibilidade de surgimento de enfermidades desce muito.

Recomendações

Está claro que tirar férias com um bebê faz bem para ele, mas é preciso tomar algumas precauções como protegê-lo do sol, cobrindo sua cabeça com um boné, usar roupas de algodão (que não provocam suor nem alergia) e não esquecer do bloqueador solar, de proteção total já que a pele das crianças é muito sensível e vulnerável as radiações e as mudanças de temperatura.

Existem, aliás, certas recomendações que os pais sempre devem levar em conta ao sair de férias com seu bebê, ainda mais se é o primeiro e não tem muita experiência.

São elas:
- Cuidar com a exposição demasiada ao sol.
- Não deixar o bebê na areia.
- Continuar com uma vida parecida com aquela que o bebê leva em seu lugar de origem, mantendo os horários das comidas e de sono.
- Hidratá-lo constantemente.
- Passear ao ar livre nas horas mais frescas.
- Manter os costumes do banho.
- Levar um estojo de primeiros socorros para as emergências.
- Os banhos, sejam no mar, lago ou piscina, podem ser feitos desde que a água tenha uma temperatura adequada e por um período que não seja maior do que 15 minutos. As crianças devem beber muita água, mas apenas de origem conhecida, de preferência mineral.
- O bebê pode viajar em qualquer meio de transporte. Se a escolha é o carro, é recomendável colocar cortinas nas janelas e evitar viajar nas horas mais quentes. Até os 9 meses, podem ir na cadeira de segurança, sempre na parte traseiro do veículo.

"Uma dica importante, é que em viagens com o ar-condicionado, deve-se tomar um cuidado especial com as roupas do bebê para que ele não se resfrie", conclui o pediatra.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/11/2000. Última revisão: 27/12/2018
 COLABORADORES 

Jornalista Carolina Valdivieso - especial para a Saúde na Internet


Dr. Jorge Vergara, pediatra do Hospital de Crianças Exequiel González Cortés - Chile
todos artigos publicados