Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde do jovem > Dismorfofobia

Dismorfofobia


Estudo que apresentado na Jornada de Cosmiatria, nos dias 7 e 8 de agosto, em São Paulo, revela que preocupação exagerada com defeitos no corpo atinge 15% dos pacientes de dermatologia.

“Além dos aspectos teóricos na Cosmiatria, bem como o manejo de drogas e cosméticos que serão apresentados no evento, é importante que os dermatologistas estejam atentos à história do paciente”, alerta a Dra. Luciana Conrado.

Ela afirma que os médicos devem ficar atentos para esses casos.

“Este transtorno é considerado um ‘transtorno secreto’, pois os pacientes têm dificuldades para falar sobre suas queixas com os profissionais de saúde e se sentem envergonhados e receosos de que suas queixas sejam interpretadas como ‘vaidade’”.

Existe um forte componente psíquico atuando na busca da melhora da imagem, principalmente considerando as necessidades de consumo criadas pela indústria da beleza e da busca da perfeição estética.

O limite que separa o uso da cosmiatria/estética para a promoção de saúde e bem-estar, é muito tênue e o uso deste conhecimento em favor da busca desenfreada, sem limites e fora da realidade de suposta perfeição estética.

Cabe ao dermatologista estar atento para identificar estes limites e usar de bom senso na orientação destes pacientes”. Salienta a Dra.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 03/08/2009. Última revisão: 22/09/2018
 COLABORADORES 

Ana Carolina Prieto, especial para a Saúde na Internet.
Convergência Comunicação Integrada
Tels. (11) 3129-8737 e 3256-0453
carolprieto@convergenciacom.net

todos artigos publicados