inicio do site saude da gestante saude da familia saude do jovem saude da mulher saude do homem saudavel depois dos 60 anos Saude na Internet!

início > Saúde da família > Um olhar sobre a terapia de família

Um olhar sobre a terapia de família

Publicado em: 01/03/2000. Última revisão: 29/10/2014

Isabel Rosana Borges Barbosa. Assistente Social CRESS 2034. Psicodramatista didata supervisora. Terapeuta de Família e Casal. Mediadora Familiar.
todos artigos publicados

Apesar da grande divulgação, nos últimos anos, acerca das várias correntes psicoterápicas e do aumento do número de pessoas em busca do auto conhecimento, a terapia de família e casal ainda é desconhecida.

Como profissional da área comumente ouço as seguintes indagações: o que é terapia de família e como funciona? Em que situações se deve procurar um terapeuta? Quem faz terapia de casal se separa ou fica junto?

A terapia de família é um método de tratamento das relações familiares.

Isto significa que não se vai tratar o indivíduo na família e sim o grupo familiar como um todo e o vínculo entre seus membros.

A intervenção do terapeuta não se faz no indivíduo A e no indivíduo B mas sim na relação que ocorre entre A e B.

Por vezes, quando um indivíduo apresenta um problema este pode ter tido origem num conjunto de relações familiares deficitárias e afetar todos os outros membros. Se tratarmos apenas a pessoa que manifestou o problema deixaremos de tratar todos os outros afetados pela mesma dificuldade. Isto faz da terapia familiar um excelente aliado do tratamento psicoterápico individual.

Em toda família coexistem tendências para saúde e para doença, o diferencial se fará a depender de como a família enfrente situações de crise, de como está a afetividade e a comunicação entre seus componentes. Estes serão indicadores de relações saudáveis ou adoecidas.

A procura por um terapeuta se dá, geralmente, quando a família apresenta um grave problema. Pode ser um dos membros apresentando transtorno psíquico, a presença de alcóol ou drogas, ou a iminência de uma separação.

Uma crise é resultado de pequenos conflitos que se repetem cotidianamente e para os quais não se dá a devida atenção.

Não se deve deixar que os problemas tomem proporções alarmantes para se procurar a terapia. Isto evitará o agravamento da situação conflitiva possibilitando rever as bases do relacionamento familiar. Tais afirmativas são válidas também para o casal.

A terapia de casal não une nem separa, funciona como acompanhamento do processo e não impõe decisões. Facilita que o casal identifique os problemas, averigüe o que os motivou, verifique a forma como vem reagindo as dificuldades. Propicia que os componentes do casal vejam a si mesmos, ao outro e a relação de forma mais aprofundada e aponta "ferramentas" que poderão auxiliar numa tomada de decisão.

Atualmente a família passa por mudanças: os vários casamentos, os filhos de relações diferentes, os casais homossexuais; renovaram-se também as crises.

É preciso cuidar da família. O individualismo reinante, muitas vezes impede que atentemos para ela.

A procura por um terapeuta, quando isto se fizer necessário, permite dedicar tempo e atenção a família, conferindo-lhe importância, reconhecimento e consideração.  


Assinar feeds RSSSaiba mais sobre feeds RSS
Adicionar o site aos Favoritos
Recomendar o site a um(a) amigo(a)
Adicionar ao del.icio.us

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.

Os leitores que chegaram a este artigo, buscaram as seguintes tags:

casamento,  separacao,  divorcio,  desquite,  briga,  terapia de casal,  casal,  traicao,  briga,  terapia de familia, 






início | gestante | família | jovem | mulher | homem | + de 60

busca no site | dicas de saúde no seu e-mail | fale conosco
política de privacidade | política comercial | aviso legal | RSS | mapa do site
sobre a Saúde na Internet | nossos colaboradores | seja um colaborador | anunciar