Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da mulher > Lipodistrofia (celulite) e que podemos fazer para combatê-la

Lipodistrofia (celulite) e que podemos fazer para combatê-la


Lipodistrofia é nada mais é do que o nome científico da celulite, que por se tratar de uma inflação no tecido adiposo subcutâneo recebe este nome técnico.

A Lipodistrofia pode ser considerada uma alteração do tecido adiposo que retém líquido e toxinas provenientes do metabolismo, promovendo uma alteração circulatória do local atingido.

A Lipodisdrofia pode ser caracterizada por uma síndrome clínica que promove uma inflamação do tecido subcutâneo dificultando a oxigenação dos tecidos anexos. Esta inflamação tem múltiplas causas e quando tratada em sua fase inicial é quase que totalmente reversível, porém, quando a extensão da celulite já é avançada já não se pode se falar em cura plena, mas apenas melhora e controle dos sintomas.

Se for tratada já nas suas fases iniciais as técnicas terapêuticas, especialmente a massagem manual, trazem uma possibilidade de reversão da celulite em quase toda a sua extensão.

Contudo, se o problema já comprometer estruturas mais profundas e atingir a fase de fibrose, as soluções serão somente paliativas com um agravamento do problema.

Quanto aos aspectos preventivos sabe-se que uma alimentação adequada, práticas de atividades físicas regulares e cuidados com uso de roupas muito apertadas que possam prejudicar a circulação, são medidas que ajudam.

Ainda não está devidamente comprovada as causas primárias da celulite, existindo., também, uma predisposição genética.

A massagem manual têm a vantagem de produzir uma maior estimulação das circulação periférica, sem riscos colaterais e contra-indicação
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/04/2000. Última revisão: 04/05/2018
 COLABORADORES 
Marines Marchioro Marines Marchioro é Massoterapeuta, formada pela Escola ALTEN/RS com Especialização em Do-In (Juracy Cançado/RJ) e Massagem Bionergética (Ralph Viana/RJ). Conselho Federal de Massoterapia número 1560.
todos artigos publicados