Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde do homem > Colesterol, é de todo ruim?

Colesterol, é de todo ruim?


A Aterosclerose é um processo onde várias substâncias, incluindo colesterol e algumas gorduras, se depositam na parede das artérias levando ao seu entupimento.

Atualmente, tem se comprovado que um maior nível de antioxidantes (provenientes de sua alimentação) no sangue está relacionado a um menor grau de entupimento das artérias dos indivíduos.

Isto ocorre porque pesquisas recentes mostram que o colesterol LDL, o chamado colesterol “mau”, não causa entupimento quando em seu estado natural, mas apenas após ter sido atacado pelos radicais livres!

Os radicais livres são moléculas formadas diariamente em seu corpo, mas a poluição, agrotóxicos, medicamentos, carência de vitaminas e minerais eleva seus níveis a quantidade destruidoras. Esta teoria conferiu um Prêmio Nobel a seu descobridor, a poucos anos.

Os antioxidantes, protegem o colesterol e todo seu corpo dos radicais livres, mantendo-o em seu estado natural. Assim, concluímos que nem todo colesterol dito “mau” (LDL) é realmente ruim para seu corpo, mas somente a parte que foi atacada pelos radicais livres (LDL peroxidado)!

É ainda essencial que saibamos que hoje, no país, é possível medir no sangue de cada pessoa a quantidade de LDL peroxidado, ou seja, o colesterol que foi atacado pelos radicais livres; e a partir disto implementar correções na alimentação, suplementação e estilo de vida que reduzirão seu risco real de doenças cardiovasculares.

E como conseguimos que nosso corpo tenha estes tão valiosos antioxidantes? Os antioxidantes são componentes de vários alimentos, e lutam no sangue para proteger o colesterol e todas as células de seu corpo contra o ataque destrutivo dos radicais livres.

Para garantirmos o nível adequado de antioxidantes no sangue é preciso que utilizemos os alimentos de forma variada em nossa alimentação diária, em quantidades que respeitem a individualidade de cada um.

Os diferentes alimentos contém diferentes tipos e quantidades de antioxidantes. Por isso é necessário que cada pessoa faça uma avaliação nutricional para implementar uma alimentação rica em antioxidantes, e proteger assim seu coração dos tão temidos radicais livres.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/09/2000. Última revisão: 28/04/2018
 COLABORADORES 

Dr. Gabriel P. de Carvalho é Nutricionista, Graduando de Farmácia pela UFRGS - Porto Alegre, Diplomado pelo Institute for Functional Medicine e pela Sociedade Gaúcha de Medicina Biomolecular e Radicais Livres.
Atua no Departamento de Nutrição da Clínica Visão Global - 51 - 3224 4046 - Porto Alegre - RS

todos artigos publicados