Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da mulher > Menopausa e Climatério

Menopausa e Climatério


Climatério é fase da vida da mulher que compreende a fase que precede a menopausa, ficando em média de 38 até 48/49 anos.

É caracterizado por irregularidades menstruais, ondas de calor, irritabilidade, secura da pele e mucosa.

O diagnóstico basicamente é feito através dos sintomas e complementados pela dosagem dos níveis hormonais.

A menopausa é definida como ausência de menstruação durante o período de um ano com ou sem os sintomas acima relacionados.

A menopausa e climatério são causados por uma diminuição natural dos hormônios femininos ou processos cirúrgicos .

Existem várias divergências à respeito do tratamento, cabendo à este artigo apenas informar.

Com a diminuição dos níveis hormonais existe uma maior propensão das mulheres à desenvolverem doenças como a osteoporose e doenças coronarianas.

Existe também um declínio na qualidade de vida, por exemplo, devido a queda dos hormônios, há uma diminuição da lubrificação, levando a dor durante a relação, dificultando e piorando o relacionamento.

O tratamento é feito com a reposição dos hormônios diminuídos naturalmente.

Existem fatores que contra-indicam o seu uso, como por exemplo: diabetes grave, história anterior de trombose ou "derrame", entre outros. Nestes casos, existem tratamentos que aliviam os sintomas de calores, secura vaginal e dores ósseas.

Sendo assim deve-se procurar o profissional especializado e fazer um controle rigoroso do tratamento hormonal.

Antes de se iniciar o tratamento, devem ser realizados exames preventivos como ultrassom, mamografia, exame de diabetes, colesterol, entre outros.

Existem vários tipos de medicações, variando de mulher para mulher. Pode ser via oral, tópico (de passar) e transdérmico (adesivos).

Além destes, ainda pode-se optar pelo uso de medicações que levam à um sangramento cíclico ou não.

Antigamente a menopausa era definida como normal. Hoje, para muitos profissionais é vista como doença, devendo ser tratada como tal.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 10/06/2001. Última revisão: 21/06/2018
 COLABORADORES 
Dra. Maria Beatriz Piraí de Oliveira Dra. Maria Beatriz Piraí de Oliveira - Médica Ginecologista e Obstetra. Especialização em Colposcopia e Cirurgia de Alta Freqüência pelo IBCC( Instituto Brasileiro de Combate ao Câncer) .
todos artigos publicados