Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da mulher > Cuidado com os cosméticos

Cuidado com os cosméticos


Por incrível que possa parecer, os cosméticos que nos ajudam a cuidar do corpo e contribuem no melhoramento e na manutenção de nossa saúde e estética podem também se tornar um grande perigo à nossa saúde se não forem tomados os cuidados higiênicos adequados e necessários.

Sabonetes líquidos, hidratantes, cremes de beleza, loções de barbear são alvos de microorganismos que vão parar lá dentro na maioria das vezes por um gesto simples como um dedo sujo que se besunta do produto na hora de usá-lo.

Encostar o dedo no creme é o primeiro passo para contaminá-lo. Bactérias que vivem em nossa pele e outros organismos que vivem na sujeita (caso a pessoa não tenha lavado as mãos) adoram um cosmético. Os produtos de limpeza da pele têm nutrientes e água em sua formulação e são um prato cheio para o desenvolvimento de micróbios.

Se houver pequenas lesões na pele os germes do produto contaminado invadirão o organismo. As bactérias demoram cerca de 20 minutos para se multiplicar em um creme, já os fungos que são mais lentos, levam em média 5 a 7 dias para formar uma colônia.

Veja como ocorre uma infecção:

1. Através do cosmético contaminado, os microorganismos invadem nosso organismo penetrando por micro lesões existentes na pele.

2. Esses microorganismos podem infectar desde a camada superficial da pele até as mais profundas, causando uma inflamação.

3. Alguns microorganismos atacam as glândulas sudoríparas, sebáceas e até os folículos pilosos, que dão sustentação aos pêlos da pele.

A maioria dos cremes contêm água, que é essencial para a multiplicação desses germes. Além da água, proteínas, extratos de plantas, vitaminas, aminoácidos e sais minerais presentes na fórmula dos cosméticos se tornam um verdadeiro banquete para os micróbios.

As empresas fabricantes de cosméticos tentam impedir o crescimento de bactérias e fungos nos cosméticos acrescentando à fórmula um conservante. Essas substâncias, a princípio deveiam evitar a proliferação dos micróbios, porém quando os produtos de beleza ou higiene são guardados de modo inadequado o efeito protetor desses componentes vai sendo eliminado. Portanto, passado certo tempo, o cosmético está sem barreias contra a contaminação.

A medida mais eficiente para evita a proliferação dos micróbios é lavar as mãos antes de usar qualquer tipo de produto de beleza ou higiene.

Dentro de uma embalagem de creme usado com descuido encontramos bactérias perigosíssimas como a Staphylococcus aureus, coliformes fecais, fungos causadores de doenças como a candidíase entre outros.

Uma das inflamações mais graves é a da celulite. Os microorganismos nas células gordurosas tendem a migrar para as meninges (tecidos que revestem o cérebro) causando a meningite. Alguns cremes também podem dar reações muito parecidas com a acne. Xampus e condicionadores também não são inofensivos, especialmente se caem no chão do chuveiro e ali ficam... assim são facilmente contaminados.

Colocar água na embalagem para fazer o produto render mais... nada pode ser pior. O líquido dilui os conservantes, tornando-os susceptíveis à formação de colônias de microorganismos.

O que fazer para prevenir contaminações:

- Lave muito bem as mãos com água e sabão antes de aplicar qualquer produto na pele.

- Retire o creme do pote com uma espátula, ela evita o contato direto com o produto.

- Limpe a espátula após o uso, assim se evita a proliferação de microorganismos nos resíduos do creme.

- Evite guardar os produtos em lugares úmidos, os locais ideais para guardar produtos de beleza e higiene são sempre locais secos, livres de umidade e protegidos da ação do sol.

- Verifique sempre o prazo de validade

- Mudanças na textura, na cor e no odor do produto podem ser sinais de que o creme está estragado, a não ser que essas alterações estejam previstas nas informações da embalagem.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/10/2000. Última revisão: 14/01/2019
 COLABORADORES 
Marines Marchioro Marines Marchioro é Massoterapeuta, formada pela Escola ALTEN/RS com Especialização em Do-In (Juracy Cançado/RJ) e Massagem Bionergética (Ralph Viana/RJ). Conselho Federal de Massoterapia número 1560.
todos artigos publicados