Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da mulher > Atenção para o câncer de ovário

Atenção para o câncer de ovário


O que é câncer (cancro) de ovário

O câncer ovariano é o segundo tumor ginecológico mais comum e a mais letal neoplasia do aparelho genital feminino.

Apenas nos EUA, calcula-se que surjam cerca de 25.000 novos casos anualmente.

Devido à dificuldade no diagnóstico precoce, na maioria dos casos o diagnóstico é dado quando o tumor se encontra em fases avançadas, colaborando para o péssimo prognóstico.

Os sintomas do câncer ovariano só ocorrem tardiamente e são vagos e inespecíficos:
- desconforto pélvico,
- alterações do hábito intestinal,
- perda ou ganho de peso inexplicáveis,
- dor no momento ou após o intercurso sexual,
- cansaço fácil e sangramentos vaginais anormais após a menopausa.


Causa

A causa exata da maioria dos cânceres ovarianos ainda é desconhecida, mas existem fatores de risco bem determinados para o tipo mais comum, o câncer ovariano Epitelial.

Algumas alterações genéticas possuem uma relação particularmente importante com o câncer ovariano.

Obesidade, idade superior a 40 anos e casos de câncer ovariano na família aumentam os riscos.

Sabe-se que não ter filhos ou tê-los com idade acima de 35 anos quando da primeira gravidez aumenta o risco. A cada nova gravidez, o risco diminui um pouco mais.

Ainda asssim, é importante lembrar que 95% de todos os cânceres ovarianos ocorrem em mulheres sem quaisquer fatores de risco.


Prevenção

Não existem recomendações específicas para prevenção do câncer ovariano.

Sabe-se que anticoncepcionais orais reduzem o risco de câncer ovariano em 40 a 50%, sendo que este efeito é ainda maior com o uso a longo prazo.

A ligadura das trompas também parece reduzir o risco.

Não existem estudos mostrando a influência da dieta, ainda que obesidade seja um fator de risco.

Mulheres a partir de 35 anos de idade e com incidência familiar importante de câncer ovariano podem ser submetidas à retirada preventiva dos ovários (a cirurgia se chama Oferectomia Profilática).

Mulheres a partir dos 40 anos de idade submetidas à retirada do útero (histerectomia) por motivos benignos (como miomas, por exemplo) deveriam conversar com o médico a possibilidade de retirar também os ovários.

O melhor método para avaliação periódica dos ovários é o Ultrassom Transvaginal, que apresenta sensibilidade de 100% e especificidade de 98% para câncer ovariano.


Prevenção

O câncer de ovário é uma doença altamente letal, principalmente devido ao diagnóstico tardio. A esmagadora maioria das pacientes com câncer ovariano não se encaixa em qualquer grupo de risco.

Os métodos preventivos atualmente disponíveis estão longe de serem 100% confiáveis, mas é preciso estar sempre alerta para a possibilidade desta doença.

O tratamento do tumor, nas fases iniciais, permite cura em boa parte das pacientes.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 21/12/2003. Última revisão: 19/12/2018
 COLABORADORES 
Dr. Alessandro Loiola Dr. Alessandro Loiola, Médico Cirurgião Geral do Hospital Central de Vitória / ES. Membro Associado da AMIA – American Medical Informatics Association.
todos artigos publicados