Saude na Internet    Desde 1998

início > Saudável depois dos 60 anos > Alimentação para a terceira idade

Alimentação para a terceira idade


Existe realmente uma alimentação mais adequada para a terceira idade?

Esta é uma questão que mais cedo ou mais tarde todos vamos nos deparar, ou por estarmos vivendo esta fase, ou mesmo cuidando de um ente querido, que já chegou por lá!

E a resposta é sim, mesmo que esta pessoa esteja com a saúde geral boa, podemos atentar para alguns detalhes, comuns à maioria dos idosos que muitas vezes passam sem que os percebamos e influenciam direta e indiretamente a boa nutrição da pessoa em questão. Vejamos:

- A grande maioria de nossos idosos não tem dentes e apenas 75% destes utiliza prótese dentária satisfatória e isto geralmente, dificulta a mastigação, nesse caso os alimentos devem ser na sua maioria cozidos ou preparados de modo que a mastigação seja facilitada. Mas não esqueça de variar pois estes tipos de alimentos contêm menos vitaminas, sais minerais e fibras;

- A visão geralmente debilitada dificulta a escolha dos alimentos, no caso de idosos que fazem as suas próprias compras, então sempre que possível acompanhe-os, mas permita que ele se sinta livre e útil. Na escolha do cardápio opte por preparações mais coloridas que possibilitem um melhor estímulo visual, que sabemos é muito importante;

- Se existe alguma dificuldade no movimento das mãos, utilize alimentos mais macios, fáceis de serem cortados;

- Não force o idoso a comer, lembre-se que na maior parte dos casos ele continua com capacidade de decidir se tem apetite ou não, apenas se essa inapetência persistir, observe se não é algum tipo de depressão. É comum perdermos o apetite quando temos problemas e estamos tristes;

- Procure dar atribuições e envolver tanto quanto possível o idoso nas tarefas diárias da casa, principalmente no caso das mulheres, permita que elas coloquem a mesa, ou mesmo preparem alguns pratos;

As regras gerais de uma dieta saudável, servem para todas as idades. A variedade é a principal delas, quando temos uma alimentação monótona, possivelmente apresentaremos carências de nutrientes. Para o idoso essa possibilidade fica aumentada, já que suas condições de absorção e metabolização de nutrientes estão debilitadas.

Nunca esqueça, que o idoso é uma pessoa com uma carga de vida muitas vezes maior que a sua, tente entender a vida que ele levou, o contexto em viveu, e respeitar essa fase tão difícil .

Uma boa nutrição também requer alegria, carinho e muita paciência para nós e nossos familiares.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/07/2000. Última revisão: 12/12/2018
 COLABORADORES 

Christianne Souza de Oliveira é nutricionista graduada pelo IMEC - Porto Alegre - RS. CRN2: 2623
todos artigos publicados