Saude na Internet    Desde 1998

início > Saudável depois dos 60 anos > Osteoporose masculina

Osteoporose masculina


PUBLICIDADE
Num dia qualquer, numa cabina de taxi, um buraco passa por baixo da roda e o salto do veículo deixa gemendo de dor uma dama que viaja em seu interior.

O pequeno movimento quebrou uma de suas costelas. Incrível, mas verdadeiro! A causa é uma das enfermidades mais silenciosas dos nossos dias: a osteoporose.

A enfermidade afeta principalmente as mulheres mas, ao contrário do que muitos imaginam, existem muitos homens que também padecem dessa condição.

Alguns estudos assinalam que um em cada seis homens é vítima desse mal que produz uma debilidade óssea.

De fato, a perda de massa óssea é um problema que, anualmente, mata tantos homens como o câncer de próstata e que pode ter conseqüências como a curvatura da espinha dorsal ou a dificuldade para caminhar.

O reumatologista do Hospital Esperanza e professor da Universidade Francisco Marroquín, na cidade de Guatemala, Dr. Abraham García, explicou ao enviado especial da Saúde na Internet que, nos homens, a osteoporose apresenta-se uma ou duas décadas depois que nas mulheres. Ou seja, por volta dos 70 ou 80 anos de idade.


Vitamina D e Cálcio

Sua origem encontra-se no fato de que, logo que alcançado o ponto máximo de densidade óssea, por volta dos 35 anos, o cálcio dos ossos começa a ser utilizado pelo corpo em outras funções.

Por isso, a melhor forma de prevenir uma enfermidade é manter um consumo adequado de cálcio.

Alimentos como o leite e seus derivados, pescados e mariscos, amêndoas, brócolis e feijão, adicionam cálcio ao nosso organismo mas, se não é suficiente para satisfazer a ingestão diária, deve-se fazer uso dos suplementos de cálcio.

Entretanto, de nada serve ingerir grandes quantidades desse mineral se a ingestão não é acompanhada da Vitamina D, já que esta ajuda a absorção do cálcio pelo nosso corpo.

De outra forma, o cálcio se perde e o organismo recorre aos ossos para substituí-lo.

Essa vitamina têm duas formas de ingressar em nosso corpo: através da exposição a luz solar e por meio de dieta. Os alimentos adequados são: ovos, fígado e peixes de água salgada.


Hábitos para os ossos

Sabe-se que cerca de 250 milhões de pessoas em todo o mundo padecem de osteoporose. Entretanto, explica o especialista guatemalteco, são conhecidos apenas alguns métodos para freiar a enfermidade, já que não existe ainda uma maneira de gerar um osso deteriorado.

Por esse motivo, o melhor tratamento para a osteoporose é a prevenção. Para isso existem certos hábitos que devem ser implementados e outros que recomenda-se deixar de lado:

- evitar o consumo excessivo de álcool,
- abandonar o hábito de fumar,
- exercício moderado é recomendado por toda a vida para ajudar os ossos a fixar o cálcio. Caminhadas, trotes, dança e esportes com raquete, entre outros,
- uma boa ingestão de cálcio e Vitamina D são fundamentais. Especialmente, durante a adolescência, já que é o período em que se acumula o “capital ósseo”,
- recomenda-se ir ao médico para a realização da densiometria óssea, para evitar a procura do especialista somente após o surgimento dos sintomas mais evidentes, e dolorosos, da enfermidade.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 03/02/2001. Última revisão: 24/03/2016
 COLABORADORES 

Redação Saúde na Internet


Dr. Abraham Garcia – reumatologista do Hospital Esperanza e professor da Universidade Francisco Marroquín, na cidade de Guatemala, Guatemala
todos artigos publicados