Saude na Internet    Desde 1998

Colesterol


O colesterol é uma biomolécula orgânica e corresponde a uma das frações de gordura no sangue. Na sua maior parte (75%) é produzido pelo fígado. (colesterol endógeno) e o restante provém da alimentação.

O colesterol é responsável por várias funções importantes como: melhora da membrana celular; precursor dos hormônios e vitaminas, entre outras.

Uma ingestão abusiva de alimentos ricos em gorduras eleva a taxa de colesterol no sangue, muito acima dos valores normais (até 200 mg/dl é o ideal), isto leva a uma hipercolesterolemia que, por sua vez, leva à aterosclerose que é um acúmulo de placas de gordura nas artérias tornando-as com calibre menor, sem elasticidade e duras.

Se uma dessas artérias obstruídas for do coração (coronárias) ocorre o infarto. Existem doenças que proporcionam um aumento do colesterol como: diabete, doenças do pâncreas e outros distúrbios hormonais. Outros fatores como o fumo, obesidade, álcool e até mesmo como conseqüência de tratamentos médicos inadequados podem resultar em um aumento das taxas de colesterol.

É fundamental que as pessoas entendam que o colesterol alto é assintomático, de achado bioquímico e laboratorial, portanto seu aumento é lento, gradativo e silencioso.

Três fatores são fundamentais para manter o colesterol dentro dos níveis normais:
1) Avaliação clínica em buscas das causas;
2) Mudanças dos hábitos alimentares e
3) Exercício físico regular.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/08/2000. Última revisão: 15/09/2018
 COLABORADORES 
Newton Bittencourt dos Santos Newton Bittencourt dos Santos é graduado em Educação Física e especialista em Medicina e Ciências do Esporte pela UFRGS - Porto Alegre. Filiado à IAAF (Federação Internacional de Atletismo Amador).
todos artigos publicados

 PARA SABER MAIS 
COSTILL, D. e WILMORE, J.K. Doenças degenerativas e exercício físico. São Paulo - McGraw-Hill. 1977.