Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da família > Cuidados necessários após enxerto cutâneo

Cuidados necessários após enxerto cutâneo



O enxerto cutâneo é um procedimento cirúrgico realizado em situações onde ocorre a perda da pele, seja em sua camada superficial (epiderme) ou intermediária (derme).

Esse processo é caracterizado pela remoção de uma porção de tecido de uma área saudável do corpo, realocando-a sobre a parte lesionada.

A medida visa, principalmente, impedir que o meio interno fique exposto, sujeito a agentes infecciosos e à desidratação.

Os motivos mais comuns que levam ao procedimento são acidentes, feridas cirúrgicas, ulcerações vasculares, retirada de tumores de pele e queimaduras profundas.

O procedimento funciona como um revestimento de proteção que possibilita que a pele normal possa se regenerar, reparando os tecidos danificados.

Dois tipos de enxerto são realizados e classificados quanto à espessura.

No enxerto total toda a derme e a epiderme da área doadora são colocadas na região receptora, incluindo os anexos. Essa opção é comum em casos de queimadura de terceiro grau, devido à sua alta complexidade.

Já no enxerto parcial, a definição é feita de acordo com o tamanho da derme doadora, que pode ser fina, média ou grossa.

Para uma boa recuperação, tanto da área lesionada quanto da região doadora, os cuidados pós-operatórios são essenciais.

É importante manter a região receptora imóvel para evitar sangramento. Além disso, manter hábitos saudáveis - como evitar alimentos gordurosos e não fumar - favorece a cicatrização.

O paciente também deve ter cuidado com a área doadora, a fim de evitar infecções e acelerar a epitelização.

Utilizar curativos ou coberturas anti-aderentes é importante para proteger a região que está em contato com o meio externo. Esses curativos proporcionam rápida cicatrização devido à suas propriedades de substituir temporariamente a pele, ajudando a epitelizar a região, em média, de 7 a 10 dias.

A utilização do curativo vai depender do tipo de enxerto realizado.

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 14/08/2018. Última revisão: 17/10/2018
 COLABORADORES 

Redação Saúde na Internet

 PARA SABER MAIS 
Antônio Rangel é enfermeiro estomaterapeuta da Membracel