Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde do jovem > Uso da Terapia Floral para problemas emocionais

Uso da Terapia Floral para problemas emocionais


Pessoas que ficam nervosas, tremem e perdem o controle, podem se beneficiar com o uso de Florais.

Caso apresentado: "Existe algum Floral para problemas emocionais? Eu fico supernervosa, começo a tremer, perco o controle quando me irrito com algo ou alguém?"

Essa pergunta é um pedido de ajuda. Algumas pessoas ficam irritadas, ansiosas e até mesmo agressivas quando as coisas acontecem de maneira errada ou diferente ao que foi planejado. É como se a pessoa estivesse sempre no limite da sua paciência, bastando surgir um imprevisto, ou um problema sequer, para que ela perca o controle. Pessoas assim encontram-se em um estado de permanente tensão.

RESCUE REMEDY é uma essência floral indicada para esse problema. Essa fórmula tem a capacidade de tranqüilizar as emoções, bem como deixar o corpo menos tenso. Ajuda a pessoa a dormir melhor a noite, favorecendo um melhor descanso da mente.

Muitos sonhos serão estimulados com o uso dessa essência floral. O fato de sonhar indica que os florais estão atuando corretamente no organismo.

O RESCUE REMEDY é uma essência floral de emergência, vai atuar no sentido de deixa-la mais calma e com mais controle sob suas emoções, mas existem outros florais específicos que podem atuar diretamente em cima dos sintomas relatados. Por isso é aconselhável, também, a realização de uma terapia com um profissional qualificado.

É preciso descobrir de onde vem essa irritação. Pelo qual motivo se sente assim? A quanto tempo? Como está atualmente a sua vida profissional ,sentimental e familiar? Essas e outras perguntas poderão ser esclarecidas com o auxilio de um Psicoterapeuta, o qual indicará essências florais específicas para o seu caso.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 11/11/2007. Última revisão: 30/10/2018
 COLABORADORES 
Maury Braga Maury Braga é Psicólogo Clínico Graduado pela PUCRS - Porto Alegre e Licenciado em Educação Física pela UFRGS - Porto Alegre. CRP: 07/04436.
todos artigos publicados