Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da mulher > Quem nunca sofreu de TPM?

Quem nunca sofreu de TPM?


Qual de nós, mulheres, nunca sentiu uma irritabilidade forte, acompanhada às vezes de dores nas mamas e que subitamente desaparece quando menstruamos?

Se a resposta foi positiva, muito bem, você já experimentou alguns dos sintomas de TPM -Tensão Pré Menstrual.

Se nunca sentiu isso, é bom saber que a TPM tem mais de 100 sintomas definidos.

Mas afinal, TPM é doença ou "frescura de mulher"?

TPM é uma síndrome clínica definida como um conjunto de sinais e sintomas físicos e psicológicos que aparecem no período pré menstrual, alterando o comportamento da mulher e que desaparece ou diminui durante a menstruação.

Mulheres submetidas à histerectomia (retirada cirúrgica do útero) também podem desenvolver a TPM.

Não foi estabelecida uma causa para esse distúrbio, acreditando-se porém que haja envolvimento hormonal, e alterações no sistema nervoso central.

É fato que a TPM está diretamente envolvida com a atividade cíclica dos ovários.

O diagnóstico é fundamentalmente clínico, ou seja, não existe um exame específico que se faça para saber se a mulher tem TPM ou não. É necessário afastar outras doenças que simulem a TPM, como por exemplo alterações psicológicas e psiquiátricas, distúrbios endócrinos, neurológicos ou gastrointestinais e fadiga crônica.

Os sintomas são divididos entre físicos e psicólogicos e entre os mais comuns podemos destacar:

* Físicos:
- Acne,
- Aumento ou diminuição do apetite,
- Aumento de peso,
- Cansaço,
- Cólicas,
- Diarréia,
- Dor de cabeça,
- Dor na coluna lombar,
- Dor nas mamas,
- Inchaço do abdome,
- Naúseas,
- Palpitações,
- Predileção por certos tipos de alimentos.

* Psicológicos:
- Agressividade,
- Alteração do desejo sexual e do humor,
- Ansiedade,
- Choro fácil,
- Depressão sensação de baixa estima,
- Dificuldade de concentração com distração
- Diminuição da memória,
- Insônia aumento da sonolência,

Não existe um tratamento específico e definitivo.O passo inicial é a compreensão dos sintomas por parte da mulher e seus familiares, pois a TPM é uma patologia endócrino ginecológica de causa não definida e não da "cabeça da mulher".

A prática de esporte regulares, diminuição da ingestão de sal, açúcar refinado e gordura animal neste período parece melhorar os sintomas. Dentre as medicações mais utilizadas podemos destacar o uso de antinflamatórios, diuréticos, vitaminas B6 e E, e mais recentemente óleo de prímula.

Pode-se recorrer a terapias alternativas como massoterapia, florais, acupuntura, aromaterapia e cromoterapia.

É importante ressaltar que a TPM é uma ocorrência comum na vida da mulher. Mas a partir do momento que começa a existir uma alteração importante na qualidade de vida por este motivo, deve-se procurar ajuda médica especializada.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 01/09/2000. Última revisão: 17/07/2017
 COLABORADORES 
Dra. Maria Beatriz Piraí de Oliveira Dra. Maria Beatriz Piraí de Oliveira - Médica Ginecologista e Obstetra. Especialização em Colposcopia e Cirurgia de Alta Freqüência pelo IBCC( Instituto Brasileiro de Combate ao Câncer) .
todos artigos publicados