inicio do site saude da gestante saude da familia saude do jovem saude da mulher saude do homem saudavel depois dos 60 anos Saude na Internet!

início > Saúde do homem > Próteses penianas

Próteses penianas

Publicado em: 17/06/2001. Última revisão: 21/02/2014
Dr. Cálide Soares Gomes Dr. Cálide Soares Gomes - Urologista formado em Medicina pela UFMA, 1982, com residência médica em Urologia, HMSA, Rio de Janeiro-RJ. Titular da Sociedade Brasileira de Urologia. Efetivo da Confederacion Americana de Urologia. Efetivo do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Professor da Disciplina de Urologia da UFMA. CRM:3011
todos artigos publicados

O implante de próteses penianas visa conferir rigidez ao pênis, suficiente para a penetração.

As próteses penianas como alternativa de tratamento para disfunção erétil datam de 1950. Em 1973, inicia-se a chamada era moderna da prótese peniana. Desde então, tanto as técnicas cirúrgicas para sua implantação quanto o material, confecção e confiabilidade das próteses progrediram muito.

As indicações para o implante de próteses penianas são as seguintes:

- Doenças vasculares e arterioscleróticas,
- Diabetes mellitus,
- Cirurgias pélvicas ou perineais radicais,
- Doença de Peyronie,
- Radioterapia pélvica,
- Priapismo,
- Doenças sistêmicas crônicas,
- Disfunção erétil que não responde a outras formas de tratamento.

Atualmente, utilizam-se dois tipos de próteses penianas, as semi-rígidas e as infláveis.


Próteses semi-rígidas

As próteses semi-rígidas são feitas de uma cordoalha de prata ou aço, envolvida por duas camadas de silicone, o que lhes confere rigidez e maleabilidade. Deixam o pênis em permanente ereção, podendo ser colocado em qualquer posição para facilitar sua ocultação.

Suas vantagens são:
- preço mais acessível que os das infláveis;
- facilidade de implante;
- baixa taxa de complicações e alto índice de sucesso;
- confiabilidade e durabilidade dos implantes.

Suas desvantagens são:
- ocasional dificuldade em ocultá-las e
- dificuldade em realizar certos procedimentos endoscópicos, caso o paciente os necessite no futuro.


Próteses infláveis

As próteses infláveis são compostas de algumas partes:
- dois cilindros infláveis;
- um reservatório para o líquido que infla as próteses;
- uma bomba e
- conexões para as diversas partes da prótese.

Já existe uma prótese inflável em que todas aquelas partes fundem-se numa única peça. Estas próteses são mais discretas, pois inflam-se ao comando manual do seu portador para a realização do ato sexual e, igualmente, ao seu comando, podem ser desinfladas e discretamente ocultadas.

Suas vantagens são:
- a discrição e
- a imitação do funcionamento fisiológico do pênis.

Suas desvantagens são:
- o alto custo (de três a quatro vezes o preço das semi-rígidas) e
- eventual necessidade de outra cirurgia para substituição de algum componente defeituoso, já que são mecanicamente menos confiáveis que as semi-rígidas.


A escolha do modelo mais apropriado

Não existe um tipo de prótese adequada para todos os pacientes. Cada caso deverá ser discutido com o paciente e sua parceira, enfatizando-se os custos, vantagens e desvantagens, riscos e resultados de cada tipo.


Técnicas de implante

As próteses penianas são implantadas por cirurgia. A anestesia pode ser local, espinhal ou geral.

Existem três vias de acesso cirúrgico a escolher:
- na união do escroto com o pênis;
- logo abaixo da glande e
- região perineal.

A cirurgia dura cerca de uma hora e o período de internação costuma ser de apenas um dia.

O paciente poderá voltar às atividades habituais em cerca de sete dias e relações sexuais em 30 a 45 dias.


Complicações cirúrgicas

Existem complicações ou reações adversas. Em sua maioria, passíveis de resolução. São elas:

- perda de sensibilidade da glande, em alguns pacientes,
- diminuição da temperatura do pênis,
- diminuição do volume e tamanho do pênis, em alguns pacientes,
- insatisfação com a prótese, em alguns casos,
- insatisfação da parceira em relação à prótese, em alguns casos.
- dor peniana persistente, em alguns casos,
- inchaço prolongado do pênis, em alguns casos,
- defeito mecânico da prótese, em alguns casos,
- complicações do ato cirúrgico como hematomas, infecção, rejeição da prótese, perfuração do corpo cavernoso e lesão da uretra, em alguns casos.

É importante lembrar que, via de regra, o implante de próteses penianas é um tratamento de exceção e definitivo.

Não há como arrepender-se, visto que a remoção das próteses não devolve ao paciente seu estado erétil anterior. Ao ser introduzida nos corpos cavernosos, as próteses penianas destroem o delicado tecido erétil do pênis.

Outro importante aspecto a considerar, é que as próteses penianas não melhoram o desempenho sexual. Seu papel é apenas o de conferir rigidez para a penetração; não resolvem problemas como falta de desejo sexual, ejaculação precoce, ejaculação retardada, dificuldades orgásticas etc.

Portanto, para que falsas expectativas não sejam geradas, todas as vantagens, desvantagens, problemas cirúrgicos, aspectos pós-operatórios, complicações e efeitos adversos relativos ao implante de próteses penianas deverão ser exaustivamente discutidos entre o paciente, sua parceira e o médico.

Quando bem indicado, o implante de próteses penianas poderá devolver ao paciente o prazer do exercício de sua sexualidade.  





Assinar feeds RSSSaiba mais sobre feeds RSS
Adicionar o site aos Favoritos
Recomendar o site a um(a) amigo(a)
Adicionar ao del.icio.us

Nós aderimos aos princípios da charte HONcode da Fondation HON Nós aderimos aos princípios da carta HONcode.
Verifique aqui.

Os leitores que chegaram a este artigo, buscaram as seguintes tags:

protese peniana,  alongamento peniano,  penis,  impotencia,  protese,  cirurgia,  implante peniano,  sexo,  consequencias,  sequelas,  tratamento,  operacao, 






início | gestante | família | jovem | mulher | homem | + de 60

busca no site | dicas de saúde no seu e-mail | fale conosco
política de privacidade | política comercial | aviso legal | RSS | mapa do site
sobre a Saúde na Internet | nossos colaboradores | seja um colaborador | anunciar