Saude na Internet    Desde 1998

início > Saudável depois dos 60 anos > listas de espera de transplantes

listas de espera de transplantes


Como funcionam as listas de espera de transplantes?


Existe no Brasil o sistema de lista única. A Lista Única Nacional é formada pelo conjunto das Listas Estaduais que, por sua vez, são formadas pelas Listas Regionais.
O que se precisa entender sobre a lista de espera:

a) não é uma fila, onde quem chega primeiro tem preferência. O que determina a preferência é a compatibilidade entre o doador e o receptor.

Sendo satisfeita a exigência da compatibilidade, outro ponto determinante da escolha do receptor é a urgência do transplante.
Quem estiver em pior situação de saúde, ou seja, não pode mais esperar, terá preferência, mesmo que tenha sido o último a entrar na lista;

b) dentro de uma lista existe várias outras listas: a lista daqueles que esperam coração, pulmão, rim, fígado, etc..a lista daqueles que tem sangue A, B, O, AB, a lista dos adultos, das crianças, dos magrinhos, dos gordinhos, dos casos mais graves, daqueles menos graves e assim por diante.

Se você, por exemplo, precisa de um coração e pesa 80 kg e existe um coração de um doador com apenas 40 kg, esse coração vai trabalhar com sobrecarga quando for implantado em seu peito. Logo se um outro da lista, também compatível para outros parâmetros, tiver menos peso, terá a preferência.

Outra situação: você precisa de um transplante de órgão mas está relativamente bem, no sentido de que não está hospitalizado. Está esperando em casa.
Aparece um doador compatível com você e com outra pessoa que está hospitalizada em UTI, respirando com a ajuda de uma máquina.

Você será preterido pelo critério de urgência, não importando a sua posição na lista.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 16/11/2007. Última revisão: 22/10/2018
 COLABORADORES 

Francisco Neto de Assis é Engenheiro Agrônomo especializado em Climatologia e Presidente da ADOTE - Aliança Brasileira pela Doação de Órgãos e Tecidos.
todos artigos publicados