Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da gestante > Idade certa para tirar as fraldas

Idade certa para tirar as fraldas


( Débora Perez )
As fraldas não devem preocupar os pais. Cedo ou tarde elas deixam de ser úteis na vida dos filhos

A infância é um período de grandes mudanças e novidades para as crianças.

Para muitas, é o momento de desapegar de certos hábitos como mamadeiras, bicos e fraldas. Entre estes, o mais esperado é o abandono das fraldas.

Esse processo é diferente para cada indivíduo.

Algumas levam pouco tempo, outras demoram mais, e essa demora não deve ser motivo de pânico por parte dos pais.

- O uso de fraldas com mais idade, não se torna prejudicial para a saúde da criança. Cada uma tem seu tempo - conta o pediatra, ex-presidente e assessor da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul, José Paulo Ferreira.

Vários fatores colaboram para o tempo que a criança necessitará da fralda.

Se não houver estímulos em casa, vai sentir a necessidade de não usar por conta própria, por causa do desenvolvimento do seu sistema fisiológico, levando mais tempo.

O que ajuda a acelerar o processo é o convívio social.

Creches e escolinhas são bons influenciadores no comportamento dos filhos.

- As crianças quando olham outras usando o banheiro, desperta a curiosidade e ela sente que pode também desenvolver essa habilidade - acrescenta José Paulo.

A idade aproximada do desfralde é a partir dos dois anos, idade em que começa a controlar suas vontades e sente desconforto com a fralda.

A própria criança começa a querer deixar de usá-las.

Os pais podem ajudar tendo bastante paciência, estimular com brincadeiras e bom-humor, para que essa fase se torne algo natural e não traumático para elas.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 28/01/2013. Última revisão: 12/02/2018
 COLABORADORES 

PlayPress Assessoria de Imprensa
todos artigos publicados


A Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul foi fundada em 1936.
Atualmente conta com cerca de 1.750 sócios, e se constitui em orgulho para a classe médica brasileira e, em especial, para a família pediátrica.

todos artigos publicados