Saude na Internet    Desde 1998

início > Saudável depois dos 60 anos > Colangioressonância Magnética

Colangioressonância Magnética


PUBLICIDADE
( Lucas Aleixo )
Radiologistas analisaram diferentes casos clínicos, com o intuito de buscar novos conhecimentos sobre a Colangioressonância Magnética.

O método de exame é difícil de ser avaliado adequadamente pelo profissional da saúde, embora seja o indicado para estudar canais que levam a bile do fígado e o suco produzido pelo pâncreas até o intestino.

Doenças que comprometem este sistema foram estudadas pelos profissionais, que se reuniram no Clube Hugolino de Andrade, promovido pela Associação Gaúcha de Radiologia, no dia 12 de abril.

O palestrante do evento, Gustavo Luersten, destacou a importância do tema, pois há pois muitos médicos graduados que continuam com dificuldades de avaliação e interpretação deste exame, por se tratar de um método avançado de diagnóstico.

- Apesar deste empecilho, o Colângio-RM é um avanço em diagnóstico de imagem, por não ser invasivo, não requisitar sedação do paciente e ser livre de complicações sérias a saúde - explicou.

Os encontros do Clube Hugolino Andrade proporcionam o aperfeiçoamento de habilidades, qualificação profissional e integração entre os participantes.

O clube existe há 20 anos e foi batizado em homenagem a um dos médicos pioneiros em radiologia no Rio Grande do Sul.

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 18/04/2012. Última revisão: 09/12/2014
 COLABORADORES 

PlayPress Assessoria de Imprensa
todos artigos publicados


A Associação Gaúcha de Radiologia, filiada ao Colégio Brasileiro de Radiologia, é a representante maior no Estado do Rio Grande do Sul, dos médicos que trabalham com métodos de imagem.
todos artigos publicados