Saude na Internet    Desde 1998

início > Saúde da família > Adoção: como falar para um filho

Adoção: como falar para um filho


Quando e como falar para um filho que ele foi adotado?

A melhor hora para falar ao seu filho que ele foi adotado será no momento em que ele perguntar.

Quando a criança nos faz uma pergunta é porque precisa de uma resposta (honesta). O tipo de resposta vai variar de acordo com a idade da criança, por exemplo: “Mãe, eu sai da sua barriga?” Diga que não, mas que você a ama como se tivesse saído, demonstre isso todos os dias. Pode ser que a criança continue a conversa perguntando de que barriga ela saiu e porque essa que seria sua mãe não ficou com ela.

Dê sempre respostas claras curtas e objetivas, colocando-se sempre no lugar de quem recebe a resposta e procurando evitar fazer julgamentos sobre a conduta dos pais biológicos.

Nunca diga que eles não queriam a criança, mas sim que não podiam ou não tinham condições para cuidar dela, o que uma criança adotada menos precisa é a confirmação de que ela foi rejeitada, este sentimento ela terá naturalmente não é preciso que seja reforçado por ninguém.

Conte a verdade o mais cedo possível, uma mentira dentro de um relacionamento afetivo dificilmente é esquecida e com isto essa criança poderá perder a confiança em seus “pais” para sempre.

Confiança é a palavra chave para garantir a proximidade com seu filho, seja adotivo ou não, se ele confiar em você será possível, e bem mais fácil torná-lo um adulto responsável, feliz e capaz de amar.
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

Publicado em: 15/11/2007. Última revisão: 18/07/2017
 COLABORADORES 

Dra. Carmen Lúcia Moraes é Psicóloga especializada em Terapia de Casal e Familiar.
todos artigos publicados